• Nepente

Nepente Indica - Série!


Mais que indicar, acreditamos ser necessário todos assistirmos para tentar ter uma ideia de todo sofrimento de uma vítima de crime sexual. A constante revitimização e a fala constantemente questionada. Vale muito a pena assistir. “Marie (Kaitlyn Dever) acorda com um homem mascarado que a amarra e então a estupra enquanto aponta uma faca para a sua cara. Marie chama a polícia; a polícia vem, pede que ela conte tudo o que aconteceu em detalhe – e então pede de novo, e de novo, e de novo. No hospital, durante o exame de corpo de delito, Marie tem de contar a história mais uma vez, e outra. É chamada várias vezes à delegacia, e interrogada vezes seguidas. A essa altura, Marie, esgotada, apavorada e traumatizada, já começou a confundir um detalhe ou outro: ela soltou as amarras antes de fazer o telefonema ou depois? O estupro durou dois minutos ou cinco? Ela já não tem certeza – e os dois detetives, que já começavam a descartar o relato dela, jogam-no fora de vez quando descobrem que Marie, que mal fez 18 anos, teve uma infância de abuso e maus-tratos e foi criada “no sistema”, indo de um lar adotivo para outro. Uma das mães temporárias dela reforça as dúvidas dos detetives, dizendo que ela é “complicada” (e como não seria?) e gosta de “chamar a atenção” (que, na verdade, nunca teve). Apesar das evidências físicas de agressão, Marie é pressionada pela polícia a negar sua queixa e a assinar uma confissão dizendo que inventou tudo – e é então processada por falso testemunho.” Em “Inacreditável”, o caminho árduo das vítimas de agressão sexual https://veja.abril.com.br/blog/isabela-boscov/inacreditavel-2/?utm_source=whatsapp

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo